26/09/2014

Mixórdia

O dia de hoje teve altos e baixos. Acordar antes das sete da manhã é coisa que, para ser sincera, já pouca diferença me faz, pelo que nem pode ser considerado um "baixo". Aliás, até soube bem fazer o caminho até à faculdade sem sentir calor. Na verdade, acho que o único "baixo" que houve hoje teve a ver a escolha de grupos de trabalho para uma cadeira. Não fazia ideia que a escolha seria feita hoje, em plena aula teórica - uma estupidez por parte das professoras, uma vez que nem toda a gente estava presente -, e não encontrei praticamente ninguém da minha turma das práticas a quem me pudesse juntar. Resultado: fiquei, por enquanto, sem grupo, e aquilo que me enerva em relação ao trabalho que é pedido é: o facto de os grupos só poderem ter duas ou três pessoas e o trabalho em si. Vai ser um conjunto de sessões de educação alimentar destinadas a crianças. Já disse que não gosto de crianças, não já? Enquanto toda a gente acha isso muito fofo e muito giro, para mim vai ser um autêntico sacrifício. É que, quer dizer, no primeiro e no segundo ano já fizemos trabalhos com crianças...não acham que já chega? Argh, a sério, parece que toda a gente tem que ser comunicativa e gostar de crianças neste curso. Deviam pensar em fazer uma lista de pré-requisitos para quem se quisesse candidatar para cá. Um deles era mesmo este: gostar de crianças.
Mas o que mais me chateou foi mesmo o facto de não ter grupo e de não fazer a mínima ideia de com quem me vou juntar. Uma vez que o trabalho não me agrada, não vou estar particularmente entusiasmada e cheia de ideias. Por isso espero que a(s) pobre(s) desgraçada(s) que vão ter que se contentar comigo sejam o total oposto de mim, porque, caso contrário, vamos fazer o trabalho mais horrível e secante de sempre.
Já estava a ver a vidinha a andar para trás quando, inesperadamente, surgiram os "altos" do dia.
Eu e uns colegas fomos almoçar numa esplanada, e soube-me mesmo bem. Já há tanto tempo que não fazíamos algo do género em conjunto. Comi uma pizza espectacular e gostei mesmo de estar ali a conversar, à sombra das árvores...estava mesmo a precisar disto.
Um dos assuntos mais falados de hoje foi ginásios - dois dos colegas com quem almocei inscreveram-se num ginásio e muito falaram acerca disso. Ginásios não é coisa que me atraia, embora sinta, de facto, falta de fazer desporto. Já não o faço há demasiado tempo - há mais de quatro anos, para ser mais precisa -; a única coisa que faço é andar mais do que o normal. Isto quando comparado com a minha terra; aqui no Porto tenho sempre necessidade de andar para chegar a qualquer lado. Mas, claro, eu fazia natação, coisa que não tem nada a ver - isto é, não se pode comparar - com andar de um lado para o outro. Andei a procurar exercícios no YouTube para fazer em casa, já que, neste momento, voltar à natação não me é possível. Talvez comece a fazê-los...se tiver paciência para isso.
Veio ainda à conversa - e isto a propósito do post anterior - o assunto mestrado. Duas das colegas com quem estive hoje, e que defenderam a tese há bem pouco tempo, disseram logo que não iam para mestrado, que queriam trabalhar. Tal como eu, na verdade, embora elas sejam suspeitas porque são mais velhas e já têm outro curso. Os outros colegas que almoçaram connosco também não estão virados para o mestrado, e um deles até comentou que, na nossa área, é algo acessório. Mas a minha mãe continua a dizer que é arriscado não tirar um. Enfim.
Podia ter passado o resto do dia naquela esplanada, mas tive aula à tarde e lá tive que me ir embora. Tive, antes, que ir a correr para casa buscar a bata, e depois ir a correr para o hospital para ter a aula - óbvio que o correr não é em sentido literal...não consigo dar meia dúzia de passos de corrida sem ficar a respirar bastante mal. E estava tanto calor pelo caminho, e ser obrigada a vestir aquela bata deixou-me mesmo a arder. De qualquer forma, a aula, que consistiu em assistir a consultas externas, foi interessante.
Tinha pensado em limpar o quarto quando voltasse a casa, mas cheguei a morrer de calor e tive logo que me meter debaixo de água. Deixei as limpezas para amanhã, assim como a organização dos primeiros apontamentos.
Para terminar o dia em pleno e esquecer o grande "baixo", vou avançar na minha escrita. Já consegui começar o livro - yay! -: escrevi o prólogo e mais algumas páginas, e estou entusiasmada com a coisa, como não podia deixar de ser. Depois, talvez veja um ou dois episódios de Under the Dome, que comecei a seguir e da qual estou a gostar. Bem, já há algum tempo que não escrevia um post tão random sobre o meu dia-a-dia...

12 comentários:

  1. Não foi um dia mau de todo, até. Foca-te na escrita, que isso deixa uma pessoa bem disposta :)
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  2. deve ser giro assistir a consultas externas, deves apanhar cada paciente eheh

    ResponderEliminar
  3. Boa sorte com isso dos grupos, eu já passei por isso e sei que não é nada agradável. =/

    ResponderEliminar
  4. adorei este post :p em que curso estás (se quiseres dizer)? :)

    r: também sou como tu :) oh, mas eu acho que dizer "não posso porque tenho outras coisas para fazer" é muito egocêntrico... :s

    ResponderEliminar
  5. Estás em medicina?

    R: Eu até tiro boa nota (pelo menos tirei, até ao nono ano)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem me dera, foi a minha primeira opção x)

      Eliminar
  6. Do mal o menos :) sempre encontraste pontos altos no meio do baixo :) e estares entusiasmada com o livro é meio caminho andado para continuares a produzir :D

    r: tens de o convencer, depois de lá ir a primeira vez verás que nunca mais vai querer outra coisa pois aquilo é realmente muito bonito. O meu F' no início também não queria muito dar-se ao trabalho de lá ir mas assim que lá foi a primeira vez comigo nunca mais quis outra coisa ;)

    ResponderEliminar
  7. Sei que é chato fazer publicidade em outros blogues mas preciso de começar por algum lado por isso se puderes faz uma visita http://blaackdiaamond.blogspot.pt/, obrigada. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. r: tens razão, ice! tenho de pensar no que lhe vou dizer :p deseja-me sorte!
    estás em nutrição e trabalhas tanto com crianças no curso? que estranho :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é um bocadinho...podiam deixar isso para os profissionais, mas enfim --'

      Eliminar