19/11/2012

Casamentos


Faz-me confusão saber de miúdas da minha idade (vinte) que se casaram ou que foram pedidas em casamento. Tudo bem que cada um é que sabe de si, mas não deixo de achar um bocado precipitado...principalmente nos casos em que as ditas raparigas não namoram há tanto tempo assim. Parece, nestes casos, que a relação não está assim tão estável e que, à mínima discussão, irão virar costas uma à outra e pedir o divórcio. Já para não falar do facto de que são umas miúdas. Sim, eu considero-me uma miúda ainda, e vejo um casamento como algo tão longínquo e tão...adulto. Tão de grande responsabilidade, sei lá. Mete-me confusão.
Quando me falam da questão dos casamentos, digo que me é indiferente casar ou não. Estar com a nossa alma-gémea é o que importa. Não são anéis que provam ao mundo aquilo que duas pessoas sentem uma pela outra, e não é por assinarem uns papéis que se estão a mostrar prontas a viver uma vida a dois. Enfim, não ligo. Pode ser tudo muito bonito, mas é-me mesmo indiferente.

10 comentários:

  1. Quero viver com o meu namorado e quero ter uma vida com ele mas, para ser sincera, nunca pensei em casar. Se ele quiser ou se na altura quisermos, tudo bem. Se não quisermos, não vejo problema nenhum. O que importa é sermos felizes e não é um papel que dita isso.
    Além disso, costumo dizer que com o dinheiro que gastaríamos no casamento, iremos os dois fazer uma viagem :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo! Casar é uma grande responsabilidade.
    -Elisabete

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho 21 e tinha um namorado a quase 5 anos, e fazia planos de casar com ele sim...e a uns meses fui tentar uma vida em lisboa, e esperava que ele fosse, pois prometeu,mas depois ele desistiu e deixou-me lá sozinha e acabamos. Passados 2 meses voltei e depois tentei voltar com ele e em 4 dias percebi qe nao valia a pena pois so me fazia sofrer. Por isso como vez as vezes o tempo que estamos com alguem nao importa, assim como a idade, se o amor for verdadeiro e as pessoas quiserem casar acho bem, mas tambem concordo que o papel nao muda nada, o importante e existir amor e respeito.

    ResponderEliminar
  4. Talvez tendo em conta a conjuntura do país, casar por voltas dos 20 anos seja um pouco precipitado...

    ResponderEliminar
  5. hoje em dia casamento é mais assinar um papel do que outra coisa... depois esses casais que vivem à custa dos pais, mais valia nem sequer terem casado...

    ResponderEliminar
  6. Às vezes parece-me que o casamento serve como namoro e, depois, à mínima coisa divorciam-se -.-"

    ResponderEliminar
  7. O mais importante sempre foi e será o sentimento, com ou sem casamento. Conheço (ex)casais que namoraram anos e quando casaram nem duraram meses, assim como namoros com pouco tempo que resultaram em casamentos longos e felizes. O que me faz realmente confusão são casais (namorados ou casados) que têm relações sufocantes, daquelas que só vivem um para o outro, anulando toda a individualidade.

    ResponderEliminar
  8. Eu gostava de casar um dia. Daqui a uns anos, talvez. Primeiro quero ir viver com o meu namorado para saber se as coisas resultam mesmo entre nós e só depois vou pensar em casar. Também sou muito nova para pensar nisso ainda!

    ResponderEliminar