23/12/2016

Christmas? Not really in the mood...

Já gostei mais do Natal. Pela primeira vez, nem me parece que é Natal e nem vontade tenho de celebrar. E isto por estar tudo tão diferente, por tudo ter mudado para pior. Mudou tudo desde a perda da minha avó. Desde aí, parece que todas as festas de família se tornaram vazias, sem graça e, até, parece que são um sacrifício para mim. E o Natal é como se fosse "a gota de água". Porque, enfim, é aquela festa de família. E, ultimamente, estar com a minha família tem sido algo sufocante. Ando cansada, farta de tudo e de todos. Com vontade de desaparecer e de estar o mínimo de tempo possível com esta gente.
O Natal, antes, significava matar saudades de casa e da família. Voltar para casa e voltar a ver a família eram coisas que me deixavam tão feliz... Até mesmo antes disso já me sentia feliz. Quando começava a ver os anúncios de Natal na televisão ou algumas decorações natalícias aqui e ali, já começava a ficar feliz. Significava que já não faltava muito para voltar a casa e àquele conforto e para voltar a ver e a estar com as pessoas de quem mais gostava...
Agora, já não há nada para o que voltar. Já não há saudades. Só há uma família que pareceu tornar-se irritante com o passar do tempo e uma casa para a qual não me dá vontade de voltar depois de um dia de trabalho e na qual não me apetece estar quando não estou a trabalhar. Tudo mudou desde que a minha avó deixou de estar entre nós. Tudo mudou desde que eu regressei a este lugar...
É o segundo Natal que passo nestas condições, mas não deixa de ser menos penoso que o Natal passado. Este ano, o meu espírito natalício andou abaixo de zero e não tenho qualquer vontade de celebrar. Mal podia, sequer, ouvir falar em Natal. Pela primeira vez, o Natal bem que podia passar-me ao lado.

4 comentários:

  1. Dia 26 de Dezembro vai fazer um ano que o meu avô partiu. Também não me sinto propriamente muito natalícia, mas tento pensar sempre que ele não iria gostar de me ver triste, até porque ele era daquelas pessoas que estava sempre animada.
    Um beijinho muito grande!!

    ResponderEliminar
  2. Como te entendo... Umas celebração que devia ser a festa da família feliz, agora é apenas uma coisas qualquer a que tens que ir, por obrigação, e fazer de conta que está tudo bem quando, na verdade, parece que tudo se está a desmoronar à tua volta.
    Eu ainda tenho para onde "fugir" daqui a uns dias, mas visto que estás a viver com a tua família tão perto, é bem pior. Mas pensa positivo! Pode ser que tenhas uma oportunidade de emprego ou outra coisa que te ajude a sair daí. Se essa oportunidade não aparecer, cria uma! Não podes continuar a viver num lugar e com pessoas que só te fazem mal. Tu deves estar primeiro que toda a gente =)
    Feliz "qualquer coisa" e que seja tudo melhor daqui para a frente! =) *****

    ResponderEliminar
  3. Transmitiu extamente o que sinto nos últimos 4 anos!

    ResponderEliminar
  4. Apesar de ter vivido este Natal, também não aproveitei grande coisa.... pensei que fosse gostar mais mas enganei-me...

    ResponderEliminar